Pesquisar neste blogue

Número total de visualizações de página

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Afinal o asteróide Apófis é maior do que se pensava



Imagens do Apofis captadas pela ESA

Novas observações da Agência Espacial Europeia (ESA) revelam que asteróide Apofis tem 325 metros, e não 270 como o esperado. Corpo celeste passou perto da Terra nesta madrugada, volta a aproximar-se em 2029 e 2036.
A aproximação do asteróide Apófis da Terra neste final de semana permitiu ao observatório espacial Herschel, da ESA, recolher novos dados. O corpo celeste ficou a uma distância de 14,5 milhões de quilómetros do nosso planeta, menos de um décimo de nossa distância em relação ao Sol. As observações recentes revelaram que o seu tamanho é 20% maior que o estimado, 325 metros e não 270 como se pensava.
Quando foi descoberto, em 2004, as observações iniciais indicavam 2,7% de risco de colisão com nosso planeta em 2029. Ficou conhecido popularmente como "asteroide do fim do mundo". Entretanto, com dados adicionais, essa possibilidade foi descartada. Mas, em escala espacial, vai passar bem perto da superfície terrestre, a 36 mil quilómetros, nessa altura.
Além de 2029, o Apófis voltará a aproxima-se da Terra em 2036. Apenas com novas observações na sua próxima visita será possível obter informações mais detalhadas sobre a sua trajetória para a aproximação seguinte.
Para Laurence O'Rourke, investigador principal do programa de observação que recolheu os novos dados, "além dos dados serem de importância científica por si próprios, ao entender as principais propriedades de asteróides irá fornecer informações vitais para as missões que possam eventualmente visitar objetos potencialmente perigosos".