Pesquisar neste blogue

Número total de visualizações de página

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Objeto encontrado na Lua, pensa-se ser um OVNI ;)


ATripToTheMoon

Já estamos habituados a notícias do género de imagens de programas de imageamento do espaço, Terra, Lua ou planetas que apresentam, como é normal em programas informáticos, erros que só perante grande imaginação se transformam em ETs.  Este post centra-se num vídeo colocado no Youtube no dia 15 de Janeiro e que, em pouco mais de 10 dias, chegou a mais de 1,6 milhões de visualizações. O utilizador descobriu um objeto estranho dentro de uma cratera da Lua, com “um formato triangular (com um ângulo de 90° perfeito) e sete pontos simetricamente dispostos que parecem ser luzes”. O objeto teria 128 x 152 metros e estaria localizado numa região conhecida como Mare Moscoviense. As coordenadas que identificam o objeto na superfície da Lua são 22°42’38.46″N e 142°34’44.52″E. (Huffington Post)
A imagem:
n-LUNARANOMALYCOMPOSITE-large570
O mesmo jornal resolveu conferir o Google Moon. E o que eles encontraram? Estruturas semelhantes ao objeto identificado por wowforreeel, mas não tão simétricas como este tinha indicado.
A equipa contactou Marc Dantonio, diretor de análise de vídeos e fotos da Mutual UFO Network. Infelizmente a escolha foi péssima já que um analista de OVNIs vê OVNIs em todo o lado, tal como fanáticos de Maria vêem Maria em tostas, lenços de papel e beatas de cigarros. Contudo, a escolha revelou que mesmo um analista de OVNIs consegue ver o que pessoas normais vêem:
Olhando para isso [a imagem original], eu suspeito que seja uma sobreposição do Google Moon. A sobreposição é uma falha fotográfica que ocorre devido ao processo pelo qual muitas fotos são alinhadas e colocadas em camadas para formar um grande mosaico de imagens. O Google Moon, o Google Earth, o Google Mars, assim como o Google Sky, por exemplo, são compostos de dezenas de milhares de imagens que estão alinhadas da melhor maneira possível, cobrindo a superfície esférica do ‘planeta’, seja a Terra ou a Lua”.
Por vezes a fotografia é captada por equipamentos diferentes, o que exige que sejam redimensionadas para que se encaixem em imagens provenientes de outros equipamentos.
Em baixo podem ver o vídeo:
O autor não é uma pessoa qualquer que achou intrigante a imagem, é um indivíduo que só apresenta vídeos de OVNIs, coisas irreais na Terra, e Nibirus (que embora nunca tenha existido, permanecem os vídeos). Perante tanto vídeo falso ou mal identificado parece-me que este autor vê coisas com um olho e charro com o outro.
Fontes: TSF e AstroPT